Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
noticias

Início » Notícias » Dinte


23/08/2019 16:18

Ipea coordena debate na VIII Reunião do Corredor Rodoviário Bioceânico


Representante do instituto apresentou estudo preliminar em evento dos governos de Argentina, Brasil, Chile e Paraguai realizado no MS

Entre os dias 21 e 22 de agosto, foi realizada em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, a VIII Reunião do Grupo de Trabalho do Corredor Rodoviário Bioceânico, que conectará a cidade sul-mato-grossense de Porto Murtinho aos portos do norte do Chile.

O encontro foi marcado pela presença do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, do governador Reinaldo Azambuja, do presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal, Nelson Trad Filho, de deputados federais, prefeitos, vereadores, lideranças sociais, empresários e acadêmicos do estado. Também participaram dezenas de integrantes das delegações da Argentina, do Chile e Paraguai. As atividades foram organizadas em cinco mesas de trabalho sobre infraestrutura, transporte e logística; produção e comércio; simplificação de procedimentos aduaneiros; rede de universidades; e turismo.

O Ipea coordenou a mesa de produção e comércio, que contou com exposições da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), sobre a redução dos custos de transporte no Corredor, e do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a respeito da superação de barreiras sanitárias e fitossanitárias para o comércio agrícola.

Na ocasião, o técnico de Planejamento e Pesquisa Pedro Silva Barros apresentou os resultados preliminares do estudo "Crescimento do Comércio e Integração Produtiva no Corredor Rodoviário Bioceânico", realizado no âmbito do projeto "Integração Regional: o Brasil e a América do Sul", da Diretoria de Estudos e Relações Econômicas e Políticas Internacionais (Dinte) do Ipea. Por meio do cruzamento de dados do comércio exterior, o trabalho identificou produtos que poderão ser estimulados pelo Corredor, com ênfase na celulose, soja, minério de ferro, carnes de gado e de galinha, no caso das exportações brasileiras, e fertilizantes, lítio, sal, óleos de peixe, no caso das importações.

Foram avaliados os potenciais de utilização de cadeias logísticas de distribuição consolidadas pelo Chile na Ásia-Pacífico para a exportação de produtos do Mato Grosso do Sul que ainda não estão presentes em alguns desses mercados. Também se analisou a perspectiva de o estado se tornar centro logístico e de processamento de produtos e insumos vindos da Ásia-Pacífico e Cone Sul com destino a outros estados brasileiros.

A partir das demandas e das observações realizadas pelos presentes, a nova etapa do estudo do Ipea ampliará a lista de produtos considerados, incorporando bens como azeitonas, azeite de oliva, vinhos e a cadeia de lácteos. A finalidade é estimular reflexões para a adoção de políticas públicas que potencializem o comércio intrarregional e promovam a articulação de cadeias produtivas nas áreas do Corredor Rodoviário Bioceânico.

No dia 20 de agosto, o embaixador chileno Roberto Ruiz Piracés, diretor de planejamento estratégico do Ministério de Relações Exteriores do Chile e coordenador nacional de seu país no projeto do Corredor, visitou o Ipea e reuniu-se com o diretor de Estudos Internacionais, Ivan Oliveira. Piracés demonstrou interesse do Chile nas pesquisas realizadas e o compromisso do país, que será o anfitrião da IX Reunião do Grupo de Trabalho do Corredor, a ser realizada no primeiro semestre de 2020.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea