Twitter
Youtube
facebook
LinkedIn
Google +

 

04/01/2019 09:00

Custos da área de TI se mantêm estáveis em novembro


Índice calculado pelo Ipea aponta alta de 3,25% no acumulado de 12 meses

Os custos da área de tecnologia da informação se mantiveram relativamente estáveis em novembro, com leve queda de 0,01% contra uma alta de 0,51% no mês anterior. O índice é calculado mensalmente pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Ministério do Planejamento, e leva em conta a variação de gastos com pessoal, energia elétrica, material de consumo e outros cinco grupos de despesas.

No acumulado de 12 meses - de novembro de 2017 a novembro de 2018 -, o Índice de Custo da Tecnologia da Informação (ICTI) registrou elevação de 3,25%. A variação é inferior aos 4,05% registrados pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), 9,70% do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) e 10,80% do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP).

Sete dos oito grupos de serviços que compõem o ICTI tiveram altas entre 0,90% e 9,69%, no acumulado de 12 meses até novembro de 2018. A maior elevação foi para demais despesas operacionais e a menor, para pessoal. Já as despesas com energia elétrica subiram 7,46% no período. A exceção foi para gastos com comunicação, que diminuíram 0,20% entre novembro de 2017 e novembro de 2018.

Os outros grupos que compõem o ICTI registraram as seguintes variações positivas no acumulado de 12 meses até novembro: serviços profissionais e outros (4,06%), aluguel de imóveis (1,64%), depreciação e amortização (2,99%) e material de consumo (2,99%).

Acesse o indicador no Blog da Carta de Conjuntura.

Assessoria de Imprensa e Comunicação
21 3515-8578
61 2026-5114
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea