Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
10/11/2017 18:30

Nota técnica traz radiografia sobre gastos com servidores dos estados

Estudo mostra que despesas com Previdência consumiam 41% da folha em 2016

Na última década, os estados brasileiros enfrentaram um forte crescimento do déficit previdenciário e, hoje, precisam lidar com o exponencial aumento de despesas com aposentadorias e pensões. Segundo pesquisa publicada pelo Ipea, as causas do crescimento do déficit são: fortes aumentos salariais concedidos aos servidores da maioria dos estados até 2014 e o rápido crescimento do número de servidores inativos.

A fim de aprofundar esse diagnóstico, o Ipea publicou a nota técnica Crescimento dos gastos com pessoal ativo e inativo dos estados brasileiros entre 2006–2016, produzida pela Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (Dimac).

A publicação mostra que o gasto com servidores ativos cresceu 50,2% em dez anos e em 2016 a folha de pagamento das administrações públicas estaduais chegou a R$ 202,3 bilhões. Já os gastos com inativos aumentaram 66,1%, pulando de R$ 84,9 bilhões para R$ 141 bilhões.

Os resultados da pesquisa sugerem que a taxa anual de crescimento dos gastos totais com pessoal dos vinte e seis estados e do Distrito Federal foi de 4,6% no período 2006–2016, "número esse bem acima do verificado para a Receita Corrente Líquida total das administrações públicas estaduais (3,1%) e da taxa média anual de crescimento do PIB nacional (2,0% em termos reais)", destacam os autores da Nota Técnica.

O período de 2006–2014 (de 5,8% ao ano) foi marcado por um forte crescimento dos gastos, enquanto 2015–2016 (-0,04% ao ano de crescimento médio) foi um biênio caracterizado por relativa estabilização. A taxa média de crescimento dos gastos com inativos (5,2%) foi maior do que a dos gastos com ativos (4,2%) no período analisado, e os gastos com inativos continuaram subindo (3,2% ao ano), mesmo com o advento da crise no biênio de 2015–2016.

Clique aqui e confira a pesquisa completa!

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea