Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
09/11/2017 09:56

Estudo trata do legado de transporte urbano após os megaeventos no Rio
Tese do pesquisador do Ipea Rafael Pereira mostra que a acessibilidade ao transporte público no Rio foi maior em bairros de renda alta

No seminário internacional Legado de mobilidade urbana, equidade e o futuro do transporte no Rio de Janeiro, realizado segunda-feira (6), na unidade do Ipea no Rio, o técnico de planejamento e pesquisa do Ipea Rafael Pereira apresentou um estudo em que avalia a política de transporte no Rio de Janeiro. “Historicamente, as candidaturas para sediar megaeventos são justificadas como uma forma de desenvolvimento social. No entanto, a acessibilidade ao transporte público no Rio foi maior em bairros de renda alta”, concluiu. O estudo aponta que, mesmo sem a crise econômica e, consequentemente, os cortes na área de mobilidade, os mais ricos continuariam sendo os maiores beneficiados com as obras.

Para a diretora do Instituto de Políticas de Transporte & Desenvolvimento (ITDP Brasil), Clarisse Linke, o debate sobre mobilidade urbana tem relação com desigualdade social e territorial. “Qualquer investimento em transporte não pode ser desvinculado de outros”, pontuou. De 2010 a 2015, período de preparação para a Copa do Mundo e as Olimpíadas, a acessibilidade ao transporte público aumentou no Rio de Janeiro, destaca Linke, mas avalia que foi maior entre famílias de alta renda, grupo que já contava com maior acesso.

Segundo a subsecretária de Urbanismo da cidade do Rio de Janeiro, Verena Andreatta, a cidade vem se preocupando com os não motorizados, pedestres e ciclistas. “O planejamento é trazer empregos para regiões de moradia e vice-versa, tornar a cidade mais densa e compacta, além de desestimular o uso de automóveis”, explicou.

Também participaram do debate o pesquisador do Observatório das Metrópoles, da UFRJ, Juciano Rodriguese e o professor da Universidade de Oxford, no Reino Unido, Tim Schwanen.

À tarde, o seminário prosseguiu com as palestras de Romulo Orrico, professor do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia (Coppe / UFRJ), Vicente Loureira, diretor-executivo da Câmara Metropolitana do Rio, e Fernando Mac Dowell, vice-prefeito e secretário de Transporte do município do Rio.

Acesse a tese

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea