Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
06/11/2017 18:06

Pesquisa revela que empresas brasileiras crescem 15% ao ano
Estudo do Boletim Radar aponta que padrão de crescimento das empresas no Brasil é relativamente alto, mas 30% das firmas morrem antes de completar o 3º ano de vida

 

O Boletim Radar do Ipea, edição de outubro de 2017, traz artigos sobre o crescimento das firmas brasileiras, as mudanças recentes no mercado de trabalho, a crise financeira da Petrobras e o desempenho brasileiro nos complexos agroindustriais do café, da soja, do milho e de aves.

No primeiro trabalho, técnicos da Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação e Infraestrutura (Diset) analisam a dinâmica do tamanho das firmas brasileiras ao longo do seu ciclo de vida, com base no número de empregados das empresas. “O padrão de crescimento das empresas no Brasil é relativamente alto. Cerca de 15% de crescimento ao ano, mas esse padrão é bastante heterogêneo ao longo do tempo”, afirma o técnico do Ipea Miguel Foguel.

De acordo com Foguel, o tempo de vida das empresas brasileiras ainda é curto: “Existe uma taxa de mortalidade elevada nas empresas formais aqui do Brasil. Cerca de 6% a 7% no primeiro ano, 13% no segundo, e 10% no terceiro ano. De cada 100 empresas criadas no setor formal, cerca de 30 morrem antes de completar o terceiro ano de vida.”

Confira o Boletim Radar n°53

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea