Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
td-banner

TD 2323 - Diferenças de Remuneração entre Trabalhadores Sindicalizados e não Sindicalizados: evidências sobre o mercado de trabalho brasileiro

André Gambier Campos e Ana Carolina Moura , Rio de Janeiro, agosto de 2017    


Este trabalho apresenta novas evidências sobre as diferenças de remuneração entre trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados no Brasil. Em princípio, devido às regras que regem a organização/mobilização de sindicatos, ninguém deveria esperar qualquer diferença. Como revela este estudo, porém, há uma ampla evidência empírica de sua existência no mercado de trabalho. Além disso, essas diferenças de remunerações poderão aumentar no futuro, dependendo de como a reforma trabalhista promovida pelo Projeto de Lei no 6.787/2016 (em discussão no parlamento) vier a ser implementada.

Palavras-chave: sindicatos; negociação coletiva; salários.

This paper presents new empirical evidence about the wage gap between union and nonunion workers in Brazil. In principle, due to the rules governing union organization/mobilization, no one should rationally expect such gap. But, as this paper reveals, there is empirical evidence of its existence in the labour market. Furthermore, this wage gap may increase in the future, depending on how the labour reform conducted through the Bill no 6.787/2016 (under discussion in the Parliament) may be implemented.

Keywords: unions; collective bargaining; wages.

 

 acesseAcesse o sumário executivo  acesseAcesse o documento (2 MB)

 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea