Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
06/09/2017 17:36

Indicador Ipea de Investimentos registra alta de 1,1% em julho

Apesar do bom desempenho do indicador, o consumo aparente de máquinas e equipamentos teve queda de 3,6% no período

O Indicador Ipea de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) registrou elevação de 1,1% em julho, na comparação com junho. Apesar do avanço, o desempenho dos dois principais componentes da FBCF foi distinto no período: enquanto o consumo aparente de máquinas e equipamentos (Came) caiu 3,6%, interrompendo uma sequência de três altas, o indicador de construção civil teve a segunda variação positiva seguida, crescendo 1,4%. "A economia segue dando sinais de recuperação gradual", afirma Leonardo Mello de Carvalho, pesquisador do Grupo de Conjuntura do Ipea.

Em relação a julho de 2016, o Indicador Ipea de Formação Bruta de Capital Fixo registrou baixa de 1,4%. O resultado do Came – que corresponde à produção doméstica acrescida das importações e diminuída das exportações – foi fortemente influenciado pelas exportações. Embora a produção doméstica de bens de capital tenha crescido 1,1% e as importações também tenham subido (7%), o aumento de 37,7% das exportações – parcela da produção nacional que não se transforma em investimentos internos – explica a queda do Came.

Confira o indicador no blog da Carta de Conjuntura

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea