Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
07/06/2017 11:32

Jovens e negros são as principais vítimas de homicídios no Brasil
O Atlas da Violência traz análises específicas sobre a evolução dos assassinatos cometidos contra esses dois grupos entre 2005 e 2015

 

O Ipea lançou na segunda-feira, 5 de junho, em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Atlas da Violência 2017. O relatório traz análises segmentadas dos homicídios registrados no Brasil entre 2005 e 2015. Um dos dados que mais chama a atenção está na análise dos crimes cometidos contra negros: “De cada 100 pessoas que sofrem homicídio no Brasil, 71 são negras. Jovens e negros do sexo masculino continuam sendo assassinados todos os anos como se vivessem em situação de guerra”.

O técnico de planejamento e pesquisa do Ipea e coordenador do estudo, Daniel Cerqueira, ressaltou a importância desse detalhamento: “Esse problema, que já era severo, já era grave, nas décadas anteriores aumentou ainda mais. Então, a taxa de homicídios contra jovens nesse período aumentou mais de 17%. A taxa de homicídios contra negros aumentou na mesma magnitude”.

Saiba mais sobre o Atlas da Violência 2017

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea