Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
28/03/2017 10:38

Editora do boletim Radar comenta edição sobre a gratuidade do ensino superior
Evolução do acesso de alunos de baixa renda e formas de financiamento também são destaques da publicação

 

A edição nº 49 do boletim Radar reúne seis artigos que debatem a gratuidade do ensino superior no país. “A ideia é tentar responder a alguns mitos que circulam na sociedade sobre o assunto e apresentar propostas”, explica Graziela Ferrero, editora do Boletim.

Ferrero explica ainda que os dois primeiros artigos contextualizam o debate. O segundo, em especial, trabalha fatores como o perfil socioeconômico dos graduandos a partir da raça e da renda. “Ele mostra dados bastante expressivos da última década sobre o crescimento do acesso dos mais pobres ao ensino superior brasileiro”, pontua ela.

Os dois artigos seguintes focam na gratuidade do ensino superior e as suas possíveis formas de financiamento. Os artigos finais apresentam a proposta de empréstimos com amortizações contingentes à renda (ECR), que, de acordo com Ferrero, é bastante inovadora e foi pouco discutida no Brasil. “Não são cobranças de mensalidades”, esclarece ela. “Seria uma forma dos alunos, depois de formados, fazerem uma contribuição de acordo com a renda que ganharem. Ex-alunos que têm uma renda elevada conseguem pagar rapidamente, e ex-alunos que tiverem renda baixa ao longo de toda vida não pagam nada.”

O documento na íntegra pode ser acessado aqui.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea