Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
24/08/2011 11:14

IQD

Indicador aponta a qualidade do desenvolvimento

Escala do índice de Qualidade do DesenvolvimentoO IQD (Índice de Qualidade do Desenvolvimento) é uma pesquisa mensal realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que capta se o desenvolvimento vivido pelo país, contempla os requisitos de crescimento econômico com distribuição dos frutos do progresso e, também, aponta se esse movimento tende a sustentar-se no tempo. Para tanto, o indicador é segmentado em três componentes: Índice de Qualidade do Crescimento, Índice de Qualidade da Inserção Externa e Índice de Qualidade do Bem-Estar.

A qualidade do crescimento é garantida se:


i) o crescimento da formação bruta de capital fixo superar o crescimento da produção de bens de consumo;

ii) a produção dos bens de consumo duráveis crescer mais do que a de bens de consumo não-duráveis;

iii) houver redução do foco de queimadas no país e da emissão de carbono;

iv) a massa salarial crescer; e

v) se a expectativa dos empresários for positiva.

 

Cada uma dessas comparações permite duas pontuações: se o resultado atender aos critérios relacionados, somam-se 100 pontos; caso contrário, zero ponto. Logo, o Índice de Qualidade do Crescimento pode variar entre 500 pontos (todos os itens favoráveis ao crescimento) e zero ponto (todos desfavoráveis).

Do mesmo modo, a qualidade da inserção externa é garantida se:


i) a exportação de bens manufaturados crescer em relação ao total vendido ao exterior;

ii) o investimento direto estrangeiro crescer em relação ao total dos investimentos estrangeiros no Brasil;

iii) houver elevação dos termos de troca;

iv) a renda líquida enviada ao exterior crescer abaixo da média histórica dos últimos 25 anos;

v) se crescerem as reservas líquidas internacionais.


O sistema de pontuação de cada item é igual ao descrito anteriormente. Por sua vez, para mensurar melhorias na qualidade da vida social, utiliza-se como proxi:


i) a queda na taxa de desemprego;

ii) o aumento das ocupações formais em relação ao total;

iii) a queda na taxa de pobreza;

iv) a mobilidade social ascendente (ganhos reais de renda); e

v) a queda na taxa de desigualdade de renda (índice de Gini).


Mais uma vez, o sistema de pontuação dos itens é o mesmo.


Por fim, os três componentes são somados e divididos por três a fim de se obter uma média dos fatores que influenciam diretamente a qualidade do desenvolvimento. O resultado dessa conta é o IQD. As fontes utilizadas são IBGE (PIM e PME), Banco Central (balanço de pagamentos), FGV e Ipea (expectativas), Ipea (termos de troca) e Inpe (meio ambiente).

Confira todas as edições do IQD 2012:

IQD referente a janeiro de 2012

Confira todas as edições do IQD 2011:

IQD referente a dezembro de 2011
IQD referente a novembro de 2011
IQD referente a outubro de 2011
IQD referente a setembro de 2011
IQD referente a agosto de 2011
IQD referente a julho de 2011
IQD referente a junho de 2011
IQD referente a maio de 2011
IQD referente a abril de 2011
IQD referente a março de 2011
IQD referente a fevereiro de 2011
IQD referente a janeiro de 2011


Confira todas as edições do IQD 2010:


IQD referente a dezembro de 2009
IQD referente a novembro de 2009
IQD referente a outubro de 2009
IQD referente a setembro de 2009
IQD referente a agosto de 2009
IQD referente a julho de 2009
IQD referente a junho de 2009
IQD referente a maio de 2009
IQD referente a abril de 2009
IQD referente a março de 2009
IQD referente a fevereiro de 2009
IQD referente a janeiro de 2009

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea