Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td

TD 2216 - Previ, Petros e Funcef: uma análise da alocação das carteiras das três maiores entidades brasileiras de previdência complementar (2003-2013)

Bruno De Conti, Rio de Janeiro, agosto de 2016

Ao final de 2014, o conjunto das entidades fechadas de previdência complementar (EFPCs) no Brasil apresentava uma carteira de R$ 672 bilhões. Cerca de 45% destes recursos são detidos pelas três maiores entidades do país, a saber, Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), Fundação Petrobras de Seguridade Social (Petros) e Fundação dos Economiários Federais (Funcef). Este texto tem como objetivo principal analisar pormenorizadamente a evolução das carteiras de investimento destas três entidades ao longo do período 2003-2013. Conclui-se que, apesar de deterem uma maior participação de investimentos em renda variável e investimentos estruturados – se comparadas ao conjunto das EFPCs –, estas três entidades têm uma gestão também bastante conservadora de suas carteiras, com grande concentração de recursos alocados em títulos públicos. O texto apresenta uma análise do perfil e da gestão destes títulos públicos detidos pelas três entidades, além de uma divisão setorial dos investimentos (em ações e fundos de investimento) por elas realizados. A análise deixa clara a importância destas três entidades: i) nos processos de privatização de empresas públicas; ii) na configuração de grandes grupos nacionais; e iii) nos investimentos em infraestrutura.

Palavras-chave: fundos de pensão; Previ; Petros; Funcef; financiamento; alocação de portfólio.

At the end of 2014, the pension funds in Brazil held a portfolio of R$ 672 billion. About 45% of these resources are owned by the three largest entities of the country, namely, Previ, Petros and FUNCEF. This article aims to analyze in detail the evolution of the portfolios of these three entities over the period 2003-2013. We conclude that although they hold a higher proportion of investments in equities and structured investments - compared to the other pension funds - the portfolio management of these three entities is also very conservative, counting on a great concentration of resources allocated in government bonds. The article presents an analysis of the profile and management of these government bonds, and a sectoral division of the investments made by these entities. The analysis makes clear the importance of these three entities in: i) public companies privatization; ii) major national groups configuration; iii) infrastructure investments.

Keywords: pension funds; Previ; Petros; Funcef; financing; portfolio choice.

 

acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento (3 MB) 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea