Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
01/07/2016 08:47

Ipea discute políticas públicas nas favelas

Moradores de favelas e pesquisadores participaram de debate em lançamento de livro no Rio

Crédito: Caio Evangelista Moreira
No encontro, foi lançado livro sobre a vida nas favelas

O lançamento do livro Vida Social e Política nas Favelas marcou as discussões sobre as políticas públicas e a identidade do território, principalmente do Complexo do Alemão, no Rio. O evento, que ocorreu na última quinta-feira (30) no auditório do Ipea no Rio, teve a presença de alguns autores da publicação, que falaram de suas respectivas pesquisas, e de representantes de outros grupos sociais de favelas distintas da cidade.

Coordenado pela técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea Rute Imanishi, o trabalho é resultado de uma parceria com o Instituto Raízes em Movimento, que tem sede e atuação no Complexo do Alemão. O livro tem como matéria-prima um conjunto de pesquisas de campo realizadas por pesquisadores e professores universitários de diversas instituições – além do Ipea, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Universidade Federal Fluminense (UFF), o Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp/Uerj), a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

O autor e membro do grupo Raízes em Movimento do Complexo do Alemão, Alan Brum Pinheiro, destacou a importância de trazer novas perspectivas e novas possibilidades de atuação em políticas públicas na região. Para ele, a participação do Centro de Pesquisa, Memória e Documentação do Complexo do Alemão (CEPEDOCA), juntamente com as universidades públicas, gera uma rediscussão de outras maneiras de produzir conhecimento para dentro das favelas. Ele também ressaltou a importância do Ipea nesse papel: “É preciso estabelecer um processo de convencimento e justificativa, trazendo a importância de se trabalhar e pensar modelos de políticas públicas para o Brasil e o Ipea é importantíssimo no foco em desenvolvimento de políticas públicas”, afirmou.

Vários temas foram abordados, como projetos sociais e mobilizações das favelas cariocas; a participação social no PAC das favelas; as questões socioambientais em torno da Serra da Misericórdia; projetos de extensão universitária no Complexo do Alemão; o acesso à saúde na área e a relação entre as casas e a economia no cotidiano do Complexo.

A professora do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da UFRJ (Ippur) Luciana Lago frisou a importância dos coletivos e de disseminar as ideias e o conhecimento presente na publicação.

“É de interesse dos próprios moradores do Complexo entender os internos e externos das complexidades do bairro. Esse livro precisa circular. Temos que pensar em uma estratégia para transformar isso em um fato político e assim eu vejo com tamanha importância o que há aqui dentro, as complexidades do alemão serem disseminadas e criar espaço para discussão”, concluiu.

Leia o livro Vida Social e Política nas Favelas

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea