Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td

TD 2204 - Segurança Pública no Rio de Janeiro: um estudo dos homicídios dolosos entre 2003 e 2014

Marcelo de Sales Pessoa, Brasília, junho de 2016


O objetivo deste trabalho é investigar o efeito da política de instalação de unidades de polícia pacificadora (UPPs) sobre a taxa de homicídios dolosos. Para isso, avaliam-se os boletins de cada uma das 138 delegacias do estado do Rio de Janeiro (ERJ), de 2003 a 2014. Também são usados dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para a população, e do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP-RIO), para o índice de desenvolvimento humano (IDH) dos bairros. A metodologia consiste na avaliação comparativa da evolução temporal da taxa de homicídio por locais de registro. Esses locais foram agrupados segundo a presença ou não de UPPs. Em seguida, testou-se a diferença estatística das taxas médias de homicídio, por meio de procedimentos paramétricos e não paramétricos. Os dados foram separados segundo características que também poderiam afetar a taxa de homicídios, tais como: IDH médio dos bairros; e tamanho da população servida pela delegacia de polícia (DP). Além disso, foi usada a metodologia de diferença em diferenças (DD). Os resultados revelam impacto positivo das UPPs sobre a redução da criminalidade.

Palavras-chave: unidade de polícia pacificadora; segurança pública; criminalidade. 

 

acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento (600 KB) 

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea