Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
08/03/2016 10:01

Futuro das bibliotecas é tema de evento internacional

Evento acontece na sede do Ipea, em Brasília, nos dias 7 a 9 de março

Teve início nesta segunda-feira, 07/03, o seminário internacional Bibliotecas do Século XXI: desafios e perspectivas. Durante três dias, bibliotecários e professores da administração pública federal se reúnem na sede do Ipea, em Brasília, para pensar os modelos atuais e os próximos passos para as bibliotecas do futuro.

Na mesa de abertura, o presidente do Instituto, Jessé Souza, lembrou que o seminário faz parte do projeto Ipea +  50, que consiste na autorreflexão sobre o que o instituto fez nos últimos 50 anos e o que pode fazer nos próximos. “Dentro desse esforço estão as iniciativas de informação e gestão do conhecimento do Ipea que, afinal, é o carro-chefe dessa casa”, afirmou.

O diretor de Desenvolvimento Institucional do Ipea, Alexandre Cunha dos Santos, reforçou a importância do seminário dentro do projeto Ipea + 50 e afirmou que o evento se destina a pensar qual será o papel das bibliotecas nos próximos 50 anos. “É necessário repensar a política de gestão da informação, de acervos e de arquivos para que o órgão possa desempenhar da melhor forma sua função nas próximas décadas”.
 

Bibliotecas do futuro

A coordenadora-geral de Gestão e Produção da Informação Estratégica do Ipea, Elaine Coutinho Marcial, questionou a importância das bibliotecas e complementou a provocação: qual biblioteca a administração pública federal precisa?

Para Lúcia Regina Lemos, chefe da Divisão de Planejamento de Projetos Institucionais, o seminário mostra a relevância da biblioteca como forma de gestão da informação. “Vamos debater temas sobre o futuro das bibliotecas da administração pública com ênfase em construir uma biblioteca que esteja em constante atualização, acompanhando permanentemente os avanços que ocorrem no mundo”, adiantou.

Anna Carolina Mendonça, chefe da Divisão de Planejamento de Projetos Institucionais do Ipea, explicou que o Projeto Bibliotecas do Século XXI começou em 2013 com o objetivo de transformar a biblioteca do Ipea em referência internacional: “um instituto de pesquisa de ponta igual ao Ipea precisa de uma biblioteca de ponta também”.


Debates

Entre os temas discutidos, estavam Biblioteca do Futuro – o que se espera?. Gustavo Silva Saldanha, pesquisador Adjunto do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), destacou a missão do bibliotecário de hoje: disseminar conhecimento.

Já Marta Lígia Pomim Valentim, professora Doutora do Departamento de Ciência da Informação da UNESP, comentou o perfil das bibliotecas contemporâneas. Segundo ela, atualmente boa parte das tecnologias que ajudam a biblioteca não foram ideias de bibliotecários, mas da sociedade. Assim, apontou como um dos desafios o copyright na biblioteca, a posse e o acesso ao acervo. “A biblioteca tem que focar em pessoas. O resto é o meio que damos o acesso a essas pessoas”, disse.

Por fim, Viviana Fernández Marcial, do Departamento de Humanidades da Universidade da Coruña na Espanha, discutiu a inovação em bibliotecas. A especialista disse que é preciso focar na tecnologia, pois a criatividade gera a inovação.

O seminário continua nesta terça e quarta. Confira a programação.

Conectividade impõe novos desafios às bibliotecas

Especialistas debateram o uso de acervo digital e das TICs

Vídeo: Assista aos destaques do seminário Bibliotecas do Século XXI: desafios e perspectivas

 

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea