Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr
05/02/2015 14:40

SIPS 2012 - Sistema de Indicadores de Percepção Social – Assistência Social Percepção sobre pobreza: causas e soluções
 

Jorge Abrahão Castro, Ana Cleusa Mesquita, Maria Paula dos Santos, Luciana Acioly, Fabio Schiavinatto, Murilo Pires e André Calixtre / dezembro de 2011

Diferentemente dos questionários anteriores, a pesquisa na área de assistência não buscou conhecer a percepção sobre seus serviços, mas sim aferir a percepção da população sobre o problema da pobreza. Os dados foram coletados no período de 08 a 29 de agosto de 2011. Adotou-se como metodologia uma abordagem quantitativa que permitiu determinar, por amostragem probabilística, com margem de erro de 5% para Brasil e regiões e com um nível de confiança de 95%, o tamanho da amostra de 3.796 pessoas para, assim, aferir a percepção da população sobre o fenômeno em questão. Para tanto, a amostragem estratificou os municípios por regiões e dentro de cada região foi feita amostragem por conglomerados para o sorteio dos domicílios.


Entretanto, é importante registrar que as técnicas de amostragem preservaram as mesmas proporcionalidades existentes entre a população e amostras nos critérios de tamanho e por porte (pequeno, médio e grande) dos municípios. Os parâmetros básicos para definição dessas distribuições vieram do Censo Demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Este estudo está divido em sete seções. Na primeira, afere-se a percepção da população sobre os principais problemas do Brasil. Já na segunda, observa-se a evolução da pobreza nos últimos cinco anos. Na seção seguinte do trabalho, o objetivo foi aferir a percepção da população sobre a renda familiar necessária para não ser pobre. Na quarta parte, o foco central foi aferir a percepção da população sobre as principais causas da pobreza. O objetivo da quinta seção foi verificar as principais formas de sair da pobreza. Na sexta foram discutidas as ações que o governo poderia realizar para acabar com a pobreza. Por fim, são apresentadas as considerações finais do documento.

 

acesseAcesse o documento

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea