Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo td_antigos

TD 0179 - Renegociação da Dívida Externa: Uma Avaliação do Impacto sobre a Capacidade de Crescimento da Economia Brasileira

Fabio Giambiagi e Vagner Ardeo / Rio de Janeiro, dezembro de 1989

Embora tenha sido aplicado desde que começou a crise da dívida externa, em 1982, o tratamento convencional do problema não trouxe resultados satisfatórios. Por outro lado, a moratória decretada por países como o Brasil e o Peru também se revelou uma alternativa frustrada. Recentemente foi desenvolvido um terceiro enfoque, baseado no alívio parcial da dívida. Este artigo discute as vantagens dessa proposta. São elaborados três modelos, representando os casos de confronto, preservação do esquema convencional e perdão de uma parcela da dívida. A conclusão mais importante é que os efeitos benéficos do deságio são bastante inferiores ao que se costuma supor. De fato, mesmo admitindo a hipótese otimista de que a dívida registrada com os bancos comerciais sofra um abatimento de 50

 

acesseAcesse o documento (1.61Mb)          

 

Surplus Labor and Industrialization

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea