Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 2004 - As Relações Econômicas do Brasil Com os Principais Bancos Multilaterais de Desenvolvimento (1990-2012)

Carlos Eduardo Lampert Costa, Manuel José Forero González e Nathália Filgueiras de Almeida / Rio de Janeiro, setembro de 2014

Este trabalho tem por objetivo realizar uma análise do relacionamento do Brasil com os principais Bancos Multilaterais de Desenvolvimento (BMDs) durante o período de 1990 até 2012. Para tal efeito, foram considerados três BMDs, a saber: o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) (Banco Mundial), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Corporação Andina de Fomento (CAF), hoje denominada Banco de Desenvolvimento da América Latina. Com a finalidade de se entender melhor qual é a lógica de funcionamento destes organismos internacionais de financiamento, o trabalho procura analisar, inicialmente, como atuam em termos operacionais e administrativos, além de levantar questões relacionadas com estratégias, produtos e condições de financiamento. Especificamente, no que tange aos três bancos, é analisada a dinâmica dos empréstimos e dos fluxos financeiros em termos setoriais, geográficos e institucionais, assim como se tenta recuperar as estratégias implementadas de acordo com documentos de estratégia-país elaborados por cada uma dessas instituições. Desde 1990, o volume de empréstimos ao Brasil cresceu significativamente, totalizando quase US$ 86 bilhões no período definido, seguindo uma relação de parceria que superou, basicamente depois da estabilização econômica em 1994, alguns desentendimentos comuns antes de 1990, principalmente com o BIRD.

Palavras-chave: financiamento ao desenvolvimento; bancos multilaterais de desenvolvimento; organismos internacionais de financiamento.

This paper aims to analyze the relationship between Brazil and major Multilateral Development Banks (MDB) between 1990 and 2012. For this purpose, three MDBs were considered, namely, the International Bank for Reconstruction and Development (IBRD, World Bank), the Inter-American Development Bank (IDB ) and the Andean Development Corporation (CAF), later renamed to Development Bank of Latin America. In order to obtain a better understanding about the working rationale of these international financial institutions, the paper begins by examining their operational and administrative procedures, as well as raising issues related to their strategies, products and financing conditions. More specifically, with regard to these three banks, the work analyzes the dynamics of loans and financial flows in sectorial, geographic and institutional terms. It also seeks to give an account of strategies implemented in accordance with Country Strategy Papers developed by each of these institutions. Since 1990, the volume of loans to Brazil grew significantly, totaling nearly USD 86 billion in the stated period, a result of long-standing partnerships that were able to resolve, mainly after the economic stabilization in 1994, several disagreements experienced before 1990, especially with the IBRD.

Keywords: development finance; multilateral development banks; international institution of financing.


acesseAcesse o sumário executivoacesseAcesse o documento (918 KB) 


 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea