Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
 

topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 1804 - Inflação e o Padrão de Crescimento Brasileiro: Considerações a Partir da Desagregação do IPCA 

Thiago Sevilhano Martinez / Brasília, dezembro de 2012

O texto discute a trajetória da inflação e sua relação com o crescimento econômico em anos recentes. É adotado um enfoque eminentemente descritivo, apontando por meio do Índice de Pressão sobre a Meta de Inflação (IPMI) quais foram os grupos de preços mais influentes sobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).O período de análise se estende de 2000 até junho de 2011, com ênfase no período posterior a 2007. As quatro categorias principais de preços – alimentos e bebidas,serviços, monitorados e produtos industrializados – são decompostas com maior detalhamento para o período de 2007 a 2011. Para estes anos, observou-se um padrão em que alimentos e bebidas e serviços apresentaram taxas de variação de preços acima do centro da meta para o IPCA, enquanto as taxas dos monitorados e produtos industrializados foram inferiores à meta. A evolução dos quatro grupos é relacionada, respectivamente, a: i) alta internacional dos preços de commodities; ii) melhora da distribuição de renda e do mercado de trabalho; iii) mudanças na regulação dos preços administrados; e iv) apreciação cambial e ganhos de produtividade.

Palavras-chave: decomposição da inflação; IPCA; IPMI; crescimento e inflação.


 
acesseAcesse o documento (566KB)       

Surplus Labor and Industrialization</strong

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea