Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
15/11/2012 12:00

topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil
1785a - Export Assistance: A Literature Review and Challenges for Future Research
Flávia de Holanda Schmidt, Jorge Ferreira da Silva / Rio de Janeiro, November de 2012  

The strengthening of the commitment to export assistance and the establishment of comprehensive programs to foster export activities of firms are part of public policies in almost all developed and developing countries. In recent decades, not only the amount devoted by governments to these actions increased as the number of trade and investment promotion agencies has tripled worldwide in the context of the development of national export strategies. Despite academic contributions on the topic have been on the agenda of many authors for over thirty years, conceptual and methodological issues have contributed to huge disagreement regarding the real effects and impacts of the adoption of export promotion programs in the export performance of supported firms. Considering that government resources are scarce and require maximum effort to better allocative efficiency and thus, public policies must be strongly based on evidence, a significant amount of empirical studies in International Business devoted to export assistance was recently developed. This paper aims to identify the current state of issues related to export promotion and develop a deeper understanding of the phenomenon, departing from a review of empirical work on the subject published between 1992 and 2011. The year 1992 was set as a reference for the beginning of the period because the work of Diamantopoulos, Schlegelmilch and Tse (1993), the last review on the topic identified, encompassed the period between 1971 and 1991. All of the 25 identified articles were coded according to the same method of analysis, based on objective criteria. The analysis indicates that the production has evolved in quantity and quality between the two time periods in which the whole period was split, and highlights an evolution over the period analyzed, specially in relation to the diversification of the loci of research, the adoption of more robust statistical techniques and the emergence of longitudinal studies. Some limitations, however, were still observed even in more recent studies, and in these cases, some recommendations are made. Once the export promotion is one area in which research in International Business can generate contributions that are both useful for policymakers and practitioners, this work is expected to sum up important issues that can be useful for developing better empirical investigations on the subject in the future. Keywords: internationalization; export assistance; export performance.
O fortalecimento do compromisso com a assistência à exportação e o estabelecimento de programas completos para aumentar a atividade exportadora das firmas são parte das políticas públicas de quase todos os países desenvolvidos e em desenvolvimento. Nas últimas décadas, não apenas houve aumento dos valores dedicados pelos governos a essas ações como o número de agências de apoio à exportação triplicou no contexto do desenvolvimento de estratégias nacionais de exportações em todo o mundo. A despeito da contribuição sobre o tema já estar presente na agenda de muitos autores há mais de trinta anos, aspectos metodológicos e conceituais contribuíram para que, ainda na atualidade, persistam divergências sobre os efeitos e impactos da adoção de programas de apoio à exportação no desempenho exportador das firmas apoiadas. Considerando que os recursos governamentais são escassos e exigem o máximo de esforços para a melhor eficiência alocativa e que, dessa forma, políticas públicas precisam ser fortemente baseadas em evidências, quantidade significativa de estudos empíricos dedicados ao entendimento do apoio à exportação foi desenvolvida recentemente na área de Negócios Internacionais. Este trabalho tem como objetivo contemplar o estado atual das questões ligadas à promoção de exportações e contribuir para o desenvolvimento de maior entendimento sobre o fenômeno, a partir de uma revisão dos trabalhos empíricos sobre o tema publicados entre 1992 e 2011. O ano de 1992 foi estabelecido como referência para o início do período porque o trabalho de Diamantopoulos, Schlegelmilch e Tse (1993), última revisão sobre o tema identificada, englobou o período compreendido entre 1971 e 1991. Todos os 25 artigos identificados foram codificados de acordo com um mesmo método de análise, baseado em critérios objetivos. A análise feita indica que a produção evoluiu entre os dois subperíodos analisados em quantidade e em qualidade, e evidencia progresso ao longo do período total, especialmente em relação à diversificação dos loci de pesquisa, à adoção de técnicas estatísticas mais robustas e ao advento de estudos longitudinais. Algumas limitações, entretanto, ainda foram constatadas mesmo em estudos mais recentes e, nesses casos, algumas recomendações para os pesquisadores são feitas. Considerando que o apoio à exportação é uma das áreas em que a pesquisa em Negócios Internacionais pode gerar maiores contribuições simultaneamente úteis para os gestores de políticas públicas e para os practitioners, espera-se que as questões apontadas sejam úteis para o desenvolvimento de melhores investigações empíricas sobre o tema no futuro. Palavras-chave: internacionalização de empresas; apoio à exportação; desempenho exportador.


 acesse  Acesse o documento (1.31KB)          
Surplus Labor and Industrialization


 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea