Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 1799 - Financiamento e Organização do Tráfico de Escravos para Pernambuco no Século XIX

Débora de Souza Leão Albuquerque, Flávio Rabelo Versiani, José Raimundo Oliveira Vergolino / Brasília, dezembro de 2012 

Dados apurados em pesquisas realizadas na última década mostram que o Recife foi o quinto maior centro mundial de tráfico escravista.i No entanto, o tráfico para o Recife é ainda pouco pesquisado. Sabe-se que as mais de 1.350 viagens para o Recife, nos quase três séculos do tráfico, tiveram em geral origem neste porto. Foram, portanto, de iniciativa de agentes locais e, provavelmente, financiadas localmente. Porém, não se sabe quem foram tais agentes. Este trabalho busca trazer esclarecimentos quanto a este ponto, a partir de dados primários da pesquisa envolvendo cerca de 4 mil inventários pernambucanos, entre outras fontes. O período coberto, 1801-1851, abrange a fase de maior intensidade do tráfico de escravos, 1801-1830, quando o número de escravos desembarcados foi maior que um terço do total para todo o período do tráfico pernambucano. Palavras-chave: tráfico; escravismo; Recife; Pernambuco; Brasil.

 
acesseAcesse o documento (352KB)       

Surplus Labor and Industrialization</strong

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea