Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 1792 - O Grau de Sofisticação Relativa das Exportações Brasileiras: 1996 - 2007

Giorgio Romano Schutte / Brasília, novembro de 2012 

Este trabalho analisa o desempenho e a estrutura de especialização das exportações do Brasil em comparação com países emergentes selecionados - China, Coreia do Sul, Índia, México e Rússia - no período 1996-2007, baseado no nível de sofisticação dos bens exportados segundo a metodologia de Hausmann, Hwang e Rodrik (2007). Os resultados mostram que estes países obtêm um aumento na participação das exportações mundiais, mas somente a China e a Coreia do Sul conseguem ganhos de mercado mais concentrados nos bens sofisticados. O nível de sofisticação das exportações do Brasil aumenta no período 1996-2000, mantendo-se aproximadamente constante nos anos seguintes. A Coreia do Sul mais que triplicou o grau de sofisticação, ao passo que o Brasil não se tornou mais especializado nas exportações de produtos mais sofisticados, como fizeram a China, a Coreia do Sul e a Índia. Palavras-chave: exportações brasileiras; grau de sofisticação relativa. 

This paper analyzes the performance and the specialization pattern of Brazil`s exports compared to a selected group in emerging countries - China, South Korea, India, Mexico and Russia - in 1996-2007, based on the sophistication level of exported goods according to the methodology of Hausmann, Hwang and Rodrik (2007). The results show that China and South Korea improve their position in market more sophisticated goods. The level of sophistication of Brazilian exports increased in the period 1996-2000 and remained approximately constant thereafter. In this group of countries, deserves prominence the South Korea that more than tripled the level of sophistication, while Brazil did not become more specialized in exports of more sophisticated products as did China, South Korea and India. Keywords: Brazilian exports; relative sophistication.


acesseAcesse o documento (978KB)       

Surplus Labor and Industrialization</strong


 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea