Facebook Twitter LinkedIn Youtube Flickr

topo livro_politicas_incent_inov_tecn_brasil

TD 1711 - Impactos dos Choques na Política Monetária e no Câmbio no Brasil: Um Modelo de Autorregressão Vetorial Estrutural Aumentada Por Fatores Dinâmicos
Glaudiane Almeida, Paloma Alves e Elcyon Lima / Brasília, fevereiro de 2012  

Este texto tem como objetivo estimar os impactos dos choques exógenos na política monetária e no câmbio sobre variáveis econômicas brasileiras, utilizando-se a informação contida em uma grande quantidade destas variáveis. Para obter-se um modelo Factor-Augmented Vector Autoregression (FAVAR), no qual a informação contida em um amplo subconjunto das variáveis selecionadas é condensada em um número pequeno de fatores dinâmicos. Estes fatores foram incluídos como variáveis endógenas, juntamente com variáveis cujas informações não foram condensadas em fatores, em um modelo Structural Vector Autoregression (SVAR). Todos os coeficientes e componentes não observáveis do FAVAR foram estimados conjuntamente empregando-se o amostrador de Gibbs. A identificação dos choques exógenos foi obtida por meio de restrições de sinais, nas funções impulso-resposta das variáveis cujas informações não foram condensadas, deduzidas utilizando-se uma versão dinâmica do modelo Mundell-Fleming. Além de se obterem os impactos dos choques na política monetária e no câmbio sobre um grande número de variáveis econômicas, obtiveram-se também os seguintes resultados: os choques na política monetária, considerando-se o modelo FAVAR, têm um efeito menor no nível geral de preços e no nível da produção que em um modelo VAR; e os choques no câmbio não alteram seus impactos de forma significativa quando se comparam os resultados do FAVAR e do VAR.


 acesse  Acesse o documento (1.31KB)           
Surplus Labor and Industrialization


 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea