Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
29/07/2008 00:00

Cidade de Sinop recebeu curso do Ipea e Centro Celso Furtado

Atividades realizadas em julho no Mato Grosso analisaram a produtiva da região

Francisco de Assis na conferência sobre estrutura produtiva de Mato Grosso

Realizado em várias regiões do país, o curso ofereceu disciplinas da área de macroeconomia, com o técnico de Planejamento e Pesquisa Carlos Ocké-Reis, da Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea; desenvolvimento econômico, com o professor do Instituto de Economia da UFRJ Carlos Pinkusfeld; e, desenvolvimento regional, com o professor Carlos Brandão do Instituto Multidisciplinar da UFRRJ. A coordenação do curso é de Monica Simioni, do Ipea. Localizada ao norte de Mato Grosso, a cidade de Sinop recebeu pela primeira vez, de 3 a 6 de julho, o curso Macroeconomia e Desenvolvimento Econômico, promovido desde 2009 pelo Ipea e pelo Centro Internacional Celso Furtado.

Desta vez, houve parceria com o Departamento de Ciências Econômicas da Universidade de Mato Grosso (UNEMAT), o que proporcionou um público de professores de Economia, Administração e Engenharia da Produção, Matemática, Técnicos da Secretaria Estadual de Planejamento de Mato Grosso, do Ministério Público Federal e pesquisadores da Embrapa. Afinal, um dos objetivos do curso é capacitar profissionais e gestores no aperfeiçoamento de políticas públicas para o desenvolvimento.

Na área de macroeconomia, Ocké-Reis promoveu um debate sobre o desenvolvimento segundo a ótica de Keynes e sugeriu uma próxima rodada do curso para a cidade do Rio de Janeiro. Ele mostrou diversos conceitos do keynesianismo e levantou questões da realidade local que se relacionam com o tema. Informou também que a obra de Keynes tem várias fases e que talvez seja preciso fazer uma releitura atualizada, uma vez que o mundo incorporou diversas tecnologias e questões – como a sustentabilidade – que não existiam antes.

No encerramento, houve uma conferência no Anfiteatro da UNEMAT/Campus de Sinop, gratuita e aberta a toda sociedade, com Francisco de Assis Costa, diretor de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais do Ipea. O tema da conferência foi Estrutura produtiva de Mato Grosso: dinâmica e desafios para o futuro. “O Ipea está extraordinariamente interessado em retomar no país e recolocar no patamar mais avançado possível a discussão do desenvolvimento”, afirmou o diretor do Instituto. Costa esclareceu que isso significa realizar uma discussão consistente sobre o desenvolvimento regional, ou seja, o território é encarado como uma referência privilegiada na área do desenvolvimento.

“Nesse aspecto, Sinop seria uma referência interessante, porque oferece uma série de elementos para a reflexão sobre estratégia do desenvolvimento do país”, completou. O diretor enfatizou que “é uma oportunidade interessante para nós do Ipea nos envolvermos com realidades bastante concretas e aprendermos com elas. Aprendemos com elas o que é, afinal, o Brasil, o Brasil real, que precisamos ter presente, quando estamos desenvolvendo os nossos estudos e propondo políticas, que é a função do Ipea”.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea