Twitter
Youtube
facebook
Google +
Google +

 

tips and trick
23/05/2012 15:14
topo comunicado_ipea

Comunicado do Ipea - 2012 - Maio - nº 149

Trabalho para o mercado e trabalho para casa: persistentes desigualdades de gênero
 

icon pdf Acesse o PDF (1 MB)      

Os estudos sobre uso do tempo têm se revelado importantes ferramentas no entendimento das desigualdades de gênero, em especial no mundo do trabalho e da política, e se constituído, cada vez mais, em fonte de interesse para movimentos sociais e de mulheres, acadêmicos e, em menor medida, gestores da burocracia do Estado. A partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) organizados e disponibilizados na 4ª edição da publicação Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça, este texto tem por objetivo identificar padrões de desigualdades no tempo dedicado ao trabalho doméstico não remunerado por homens e mulheres no Brasil. Procurou-se fazer uma primeira leitura sobre fatores que poderiam determinar a alocação de tempo no trabalho reprodutivo para diferentes grupos populacionais. As informações apresentadas são estatísticas descritivas e, portanto, não permitem a realização de inferências sobre a existência ou não de relações de causalidade entre as variáveis. É possível, porém, estabelecer algumas considerações sobre correlação e levantar elementos para análises estatísticas mais aprofundadas.

 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea