Ipea
Missão: “Aprimorar as políticas públicas essenciais ao desenvolvimento brasileiro por meio da produção e disseminação de conhecimentos e da assessoria ao Estado nas suas decisões estratégicas”.
IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Ipea ao Vivo
Twitter
Youtube
facebook
Flickr
Google +

Resultados 6091 - 6110 de 13565

Notícias/Disoc
Comunicado mostra situação econômica dos migrantes do país e estrangeiros na região metropolitana de SP
06/10/2011 | 6566 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Publicações - Comunicado do Ipea/Presidência
Perfil dos migrantes em São Paulo
06/10/2011 | 3693 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Clipping/Clipping
Portal Terra: Setor público tem diferentes opiniões sobre terceirização Por Luciana Cobucci, de Brasília As diversas áreas do setor público têm opiniões diferentes sobre a contratação de funcionários terceirizados, tema que foi discutido em audiências públicas no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Um dos participantes do evento, Carlos Ari Sundfeld, representante da Associação Brasileira de Telecomunicações (TELEBRASIL), afirmou que o salto de qualidade no serviço de telefonia fixa e móvel só foi possível com a terceirização. Para o representante da Telebrasil, grande parte da universalização que as prestadoras do serviço público se utilizam de serviços de terceiros e, por isso, não faz sentido impedir as concessionárias de terceirizar as atividades de instalação e manutenção dessa rede. A terceirização dos serviços bancários também foi defendida, desta vez pelo presidente da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), Murilo Portugal. Segundo ele, o crescimento econômico e a inclusão social ocorrida no Brasil nos últimos anos ocasionou uma expansão do crédito e um aumento no volume de transações bancárias nos últimos cinco anos. "Isso não seria possível a custos acessíveis para a população de baixa renda se o setor não tivesse liberdade de inovar e adotar novas formas de atendimento", afirmou. Magnus Ribas Apostólico, da Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif), defendeu a legalidade da terceirização dos serviços de call centers e outros informatizados, como a emissão de faturas e cobrança. "Não seria razoável supor que todas as empresas têm de ter áreas próprias para o uso dessas tecnologias, que não são exclusivos de qualquer setor econômico", disse. O representante do Consif também citou os correspondentes bancários - como lotéricas e supermercados - como um serviço terceirizado bem sucedido. Outro lado A terceirização no serviço público também foi criticada. Para o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmann, a atividade no Brasil representa uma "aniquilação" dos direitos do trabalhador e defendeu a regulação da terceirização no setor público. "No Brasil, os gestores do Estado, em todas as esferas, utilizam-na como forma de substituir postos de trabalho. É uma terceirização falsa, porque é utilizada em substituição à contratação pública sem garantia de estabilidade", disse. Dados do Ipea mostram que o custo da terceirização de um trabalhador pode ser 10 vezes maior que o da contratação direta (por meio de concurso). Para os representantes dos empregados no setor bancário, o maior problema é a terceirização, já que esses trabalhadores geralmente têm menos direitos que os funcionários contratados diretamente. Miguel Pereira, secretário de organização da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) afirma que a terceirização no setor é ilegal, já que, para os bancos, atividade fim é apenas o relacionamento com o cliente. "Todas as demais etapas do processo produtivo são passíveis de terceirização porque são consideradas atividades meio. Hoje, com as inovações como correspondentes bancários, praticamente todos os serviços podem ser terceirizados", disse. Pereira explica, ainda, que a situação gera disparidades entre o tratamento dispensado aos contratados e aos terceirizados. Enquanto os bancários têm auxílio alimentação de R$ 700, os empregados terceirizados contam com um vale diário de R$ 4,00. Os terceirizados também não contam com a proteção do sindicato nem com outros benefícios, como a jornada de seis horas. A representante do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Ana Tércia Sanches, ressaltou a diferença entre a remuneração dos tercerizados e a convenção coletiva que garante piso nacional para os bancários, além da jornada de trabalho, que é de 30 horas semanais para bancários e 44h para terceirizados
06/10/2011 | 1077 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report
Institucional/Dides
Chamada Pública nº 083/2011 Chamada Pública nº 083/2011 - Projeto "Inspeção do Trabalho no Brasil" Vaga: 01 (uma) bolsa Assistente de Pesquisa III (Mestre - presencial). Prazo de inscrição: 06 de outubro a 21 de outubro de 2011 Resultado: A partir de 01 de novembro de 2011 Início da bolsa: Novembro de 2011 Chamada Pública nº 083/2011 Acesse aqui para cadastrar seu currículo Clique aqui para ver o resultado Informações básicas: Obs: Este texto é apenas informativo e não substitui o conteúdo da Chamada Pública. Atenção: Os candidatos que apresentarem proposta para os processos de seleção em aberto, quando do cadastramento do currículo, devem mencionar no campo "Projeto de atuação pretendido no Ipea" o nome do projeto ao qual desejam concorrer à bolsa.
06/10/2011 | 1819 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report
Notícias/Presidência
Marcio Pochmann, presidente do Ipea, falou sobre a turbulência internacional e seus reflexos na economia brasileira
06/10/2011 | 2557 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Institucional/Dides
Processo Seletivo Simplificado PROCIN nº 02/2011 Processo Seletivo Simplificado PROCIN nº 002/2011, Projeto "Sistema de Informação sobre o Mercado de Trabalho no Setor Turismo - SIMT". Data Limite para impugnação: 21 de outubro de 2011 Início da bolsa: Novembro de 2011 Processo Seletivo Simplificado PROCIN nº 002/2011 Extrato de Publicação do Resultado do Processo Seletivo Acesse aqui para cadastrar seu currículo Informações básicas: Obs: Este texto é apenas informativo e não substitui o conteúdo da Chamada Pública. Atenção: Os candidatos que apresentarem proposta para os processos de seleção em aberto, quando do cadastramento do currículo, devem mencionar no campo "Projeto de atuação pretendido no Ipea" o nome do projeto ao qual desejam concorrer à bolsa.
06/10/2011 | 2003 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report
Notícias/Presidência
Técnicos do Ipea participaram, na manhã desta quarta, da seção sobre “Dinâmica da Economia Internacional”
05/10/2011 | 4418 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Diretora do Ipea Vanessa Petrelli detalhou as trajetórias de crescimento econômico e queda na concentração de renda
05/10/2011 | 2704 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Fátima Espinheira, da Secretaria de Planejamento do estado, também falou sobre perspectivas para a Rio+20
05/10/2011 | 2859 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Especialistas exploraram na Code/BA temas como o impacto, no setor, do aquecimento global e da crise internacional
05/10/2011 | 5242 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Relatório com balanço foi apresentado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada no primeiro dia da Code/BA
05/10/2011 | 4011 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Técnicos destacaram aumento da produção baiana, mas também ressaltaram desafios, como a desigualdade regional
05/10/2011 | 2556 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Painel de conclusão da Conferência ocorre nesta quinta, 5, a partir das 16h, no Campus Ondina da UFBA
05/10/2011 | 3055 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Especialistas do Ipea, da Presidência da República e do Governo da Bahia discutiram o tema na Conferência
05/10/2011 | 2301 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Tema foi discutido por diretor-adjunto do Ipea e por superintendente da Seplan da Bahia, durante a Code/BA
05/10/2011 | 4317 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Diretor do Ipea explorou, em sua palestra, três abordagens sobre o assunto, entre elas a economia verde criativa
05/10/2011 | 3028 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Devido à grande demanda por obras do Instituto, restaram poucas unidades para distribuição no último dia da Code/BA
05/10/2011 | 2567 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Notícias/Presidência
Técnicos do Ipea analisaram, na Code/BA, como o Estado democrático pode impulsionar o desenvolvimento
05/10/2011 | 2722 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report | Leia mais
Clipping/Clipping
Tribuna da Bahia (BA): Evento debate rumos na Bahia Por Naira Sodré O governador Jaques Wagner participou ontem da abertura da Conferência do Desenvolvimento - seção Bahia (Code-Bahia), promovida pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), no hotel Pestana. O objetivo do evento, que prossegue hoje, com as discussões sendo realizadas no Pavilhão de Aulas 3 da UFBa, no Campus de Ondina, é aprofundar o conhecimento acerca da realidade socioeconômica brasileira, com ênfase nos eixos de desenvolvimento para região Nordeste e aperfeiçoamento das políticas governamentais. Durante a abertura, o governador falou sobre a importância do evento. "Nossa ideia aqui é fazer dois dias de reflexão sobre a projeção do futuro. Desta maneira, vamos errar menos e atrairmos mais desenvolvimento, que, para mim, é quando juntamos sustentabilidade econômica com inclusão social e ambiental. Os desafios são muitos, mas o momento é bom porque estamos em um ambiente de crescimento". Criamos um mercado de massa com os vários programas do Governo como o Bolsa Família, O Minha Casa, Minha Vida, valorizamos o salário mínimo entre outras ações", disse o governador. Participaram ainda do primeiro dia de evento a secretária da Casa Civil, Eva Chiavon, o secretário do Planejamento, Zezéu Ribeiro, o presidente do IPEA, Marcio Pochmann, o diretor de estudos do Ipea, Francisco Assis, a reitora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Dora Leal, entre outras autoridades.Durante os debates serão utilizados oito painéis e 40 oficinas, quando serão discutidos vários assuntos. Entre eles estão Proteção Social; Garantia de Direitos e Geração de Oportunidades; Sustentabilidade Ambiental, Fortalecimento do Estado, Cultura, Educação e Desenvolvimento entre outros. As discussões contarão com a presença de autoridades, especialistas e acadêmicos. Por isso, a Code-BA está sendo realizada de forma aberta, com a participação ampla de estudantes, profissionais, estudiosos, pesquisadores, agentes públicos, legisladores, especialistas e professores, afirmou o diretor de estudos do Ipea, Francisco Assis. Painéis - Pesquisadores do Ipea estarão presentes para debater sobre Proteção Social, Garantia de Direitos e Geração de Oportunidades; Sustentabilidade Ambiental; Fortalecimento do Estado, das Instituições e da Democracia; Estrutura Tecnoprodutiva Integrada e Regionalmente Articulada; Infraestrutura Econômica, Social e Urbana; Macroeconomia para o Desenvolvimento; e Inserção Internacional Soberana. Os temas estão relacionados aos eixos do desenvolvimento definidos pelo Instituto. E o painel de encerramento vai discutir o tema "Crise internacional e os Reflexos na Economia Brasileira". Para o presidente do Ipea, Marcio Pochmann, a Code - edição Bahia - está sendo uma oportunidade ímpar para que gestores públicos, estudantes, pesquisadores, professores, legisladores e a sociedade em geral discutam e troquem ideias, em um único local, sobre as temáticas mais relevantes para o desenvolvimento do estado e do Brasil. "Esse debate é fundamental no processo de conhecimento e reconhecimento de um país. No caso brasileiro, após anos de estagnação, esse objetivo se faz mais importante ainda", considerou.
05/10/2011 | 919 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report
Clipping/Clipping
Agência Brasil : Comunicado do Ipea traça perfil do migrante em São Paulo O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulga o Comunicado 115 - Perfil dos Migrantes em São Paulo. O documento será apresentado às 14h30, na sede do Ipea em Brasília, pelos técnicos de Planejamento e Pesquisa Herton Ellery Araújo e Ana Luiza Machado de Codes e pela chefe da assessoria técnica da Presidência do Ipea, Luciana Acioly. O comunicado analisa a inserção social dos migrantes (nacionais e estrangeiros) residentes na região metropolitana de São Paulo. A partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2009 (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os pesquisadores avaliaram, entre outros aspectos, a origem, a ocupação, a renda e a escolaridade dessa população. O estudo traz ainda dados sobre os núcleos familiares e o acesso dos migrantes às tecnologias da informação e comunicação.
05/10/2011 | 1500 acessos | Imprimir | PDF |  E-mail | Report

<< Início < Anterior 301 302 303 304 305 306 307 308 309 310 Próximo > Fim >>
Página 305 de 679

 
 
 
 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil.
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Expediente Portal Ipea