PALAVRA DE ESPECIALISTA

Gestão do Conhecimento: Desafios de um Novo Paradigma

Florinda Matos

Vivemos numa nova era, num novo paradigma organizacional, em que o conhecimento se tornou a maior vantagem competitiva. O conhecimento surge assim como um recurso estratégico determinante, no processo de criação de riqueza, não só a nível empresarial, mas também a nível global.

No entanto, as organizações sempre procuraram e valorizaram o conhecimento. Deste modo, a novidade está no reconhecimento de que o conhecimento é um ativo que é necessário gerir com a mesma atenção dedicada aos demais ativos. É preciso, por isso, cultivar um clima de inovação e criatividade, que permita a formação de conhecimento, o qual deve poder ser incutido na cultura organizacional, nos valores e nas crenças, levando à disseminação do conhecimento e à inovação.

Embora a importância dos ativos do conhecimento seja reconhecida, constata-se que esta perceção está muito limitada aos conceitos teóricos porque, na prática, as organizações e as nações não têm estratégias a médio e longo prazo apoiadas na evolução destes ativos.

Como parte integrante dos programas de gestão do conhecimento, estão surgindo os Observatórios do Conhecimento, que ajudam as organizações a conectar as pessoas com a informação e o conhecimento, contribuindo, deste modo, para o desenvolvimento das capacidades inovadoras destas organizações.

E, portanto, à semelhança do que se passa com os ativos financeiros, as organizações que melhor souberem gerir estes recursos serão aquelas que se encontram melhor preparadas e as mais competitivas.

O Observatório do IPEA é disto um bom exemplo, que certamente trará proveitosos frutos, dando à economia brasileira ferramentas de tomada de decisão estratégica que permitirão ao Brasil continuar a sua ascensão como uma das economias mais promissoras a nível mundial. 

*Florinda Matos é Doutorada em Ciências Sociais, Especialidade Comportamento Organizacional, pela Universidade de Lisboa. Ela tem um Mestrado em Ciências Empresariais, Especialidade Gestão, Estratégia e Desenvolvimento Empresarial, pelo INDEG / ISCTE – IUL, é ainda Licenciada em Gestão e em Engenharia Agrícola pelo Instituto Politécnico de Santarém.
Ela ensina várias disciplinas em cursos de graduação e pós-graduação (gestão do capital intelectual, gestão do conhecimento, inovação, empreendedorismo, sistemas de recompensa, gestão de capital humano e marketing).
Os seus principais interesses de pesquisa são na área da gestão do conhecimento, da gestão do capital intelectual e da inovação, tendo participado em vários projetos internacionais.
Ela é membro do comité científico de várias conferências internacionais, onde participou como oradora e tem  mais de 30 artigos académicos publicados, bem como capítulos de livros e revistas científicas especializadas, relacionadas com a gestão do conhecimento, capital intelectual e inovação.
Ela também tem tido uma participação ativa na imprensa portuguesa, onde ela já publicou mais de 200 artigos de opinião sobre questões de atualidade económica e social.
No campo empresarial, ela tem uma vasta experiência como formadora e consultora, sendo Partner e consultora de negócios do Grupo4PME.
Atualmente, ela é presidente da Associação para a Acreditação da Gestão do Capital Intelectual – ICAA e lidera o  ICLab ® - Centro de Investigação em Capital Intelectual.