Economia Agícola

Carta de Conjuntura nº 39

Por Jose Eustáquio Ribeiro Vieira Filho e José Ronaldo de C. Souza Júnior

O primeiro trimestre de 2018 apresentou um movimento de recuperação dos preços nas cotações domésticas dos produtos agropecuários – com exceção do arroz e do café – e da produção de suínos e frangos. Os principais fatores responsáveis por esse movimento positivo nos preços agrícolas foram a desvalorização da taxa de câmbio e a redução da oferta internacional de alguns produtos importantes, como soja e trigo.  Em relação ao produto interno bruto (PIB), o setor agropecuário deve exercer impacto negativo no desempenho de 2018. O Ipea estima uma queda de 1,3% para o PIB agropecuário em 2018 – após forte crescimento de 13%, em 2017. Destaque-se que esta seção foi preparada com base nos dados disponíveis até a semana passada e ainda não considera os impactos econômicos da paralisação dos caminhoneiros nesses setores,  ou seja, os problemas com o escoamento da produção e com o recebimento de insumos, entre outros. Esses impactos serão calculados logo que as informações estejam disponíveis.

 Acesse o texto completo



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fale com o autor

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *